Material pode substituir o uso do vidro e do plástico dentro de alguns anos: conheça a madeira transparente

Material pode substituir o uso do vidro e do plástico dentro de alguns anos: conheça a madeira transparente

Em 2016, cientistas do Real Instituto de Tecnologia sueco (Kungliga Tekniska Högskolan – KTH), com sede em Estocolmo, apresentaram uma grande descoberta ao mundo: a madeira transparente. A grande promessa do produto é a sua aplicação na arquitetura, substituindo o vidro, além de reduzir de forma significativa os custos de produção de painéis solares. O material pode, inclusive, substituir o uso do plástico em alguns casos, já que é biodegradável.

Para chegar à propriedade transparente do material, os cientistas desenvolveram um processo químico no qual a lignina, componente natural da parede celular da madeira, foi removido. A madeira foi aquecida em água, hidróxido de sódio e outros produtos químicos, o que elimina a presença da lignina. Após esse processo, a superfície do material fica da cor branca. A pesquisa foi conduzida por Lars Berglund, do Departamento de Química e Engenharia do KTH.

Essa superfície porosa então foi revestida com um polímero transparente com propriedades óticas. O efeito de transparência foi obtido por meio de tecnologias de manipulação em escala atômica e molecular. Nessa pesquisa, especificamente, foi usada a madeira do pinheiro e o pau-de- balsa, árvore típica de países da América do Sul.


Material pode ser usado na captação de energia solar

Devido às suas excelentes propriedades mecânicas como resistência, baixa densidade e baixa condutividade térmica e por ser um recurso renovável, a madeira é, de longe, o material mais usado na construção civil. Dentre as aplicações da madeira transparente está o seu uso para a captação de energia solar, devido à sua maior absorção da luz do sol, se comparada com outros materiais. O material poderia ser usado também, por exemplo, na fabricação de janelas, paredes e fachadas, facilitando a entrada de luz natural e reduzindo o custo com energia elétrica em até 40%.

Em regiões de clima frio, a madeira transparente poderá ser usada para o aquecimento das casas – já que retém a energia solar. Os pesquisadores preveem que o material poderá ser usado em escala comercial dentro de alguns anos.

Porém, até o momento, os cientistas puderam apenas criar a madeira transparente em um tamanho máximo de cinco polegadas por cinco, com espessuras que variam entre 0,1 milímetro e 1 centímetro. Outro desafio é aplicar o mesmo processo de remoção da lignina e aplicação do polímero em outras espécies de árvores.

Enquanto a madeira transparente não chega de fato ao mercado, escritórios de arquitetura já manifestaram interesse no produto, que deve trazer leveza e modernidade aos projetos. E você? De que forma aplicaria a madeira transparente em seus projetos?

Deseja obter mais informações a respeito desse artigo? Utilize o formulário para entrar em contato conosco.

Outras publicações